Parceiros
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

[X] Fechar

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Treino de habilidades mentais para corredores
Whats Email Mapa de imagens. Clique em cada uma das imagens

quinta-feira, 30 de abril de 2020 - 11:28
mind training for runnersHora de tentar algo novo?

Com as restrições de viagens e movimentações em vigor agora em todo o mundo, as pessoas estão procurando maneiras inovadoras de manter a forma e receber a dose diária de exercício. Vamos encarar a verdade: como corredores, tudo o que realmente queremos é correr. Qualquer outra coisa, como condicionamento, alongamento, pesos ou estabilidade do core, é usada principalmente como um meio de garantir que somos saudáveis o suficiente para podermos correr. Isso não é ruim, mas me pergunto se agora não seria a hora certa para os corredores em todo o mundo começarem a prestar muita atenção a outra forma de treinamento.

Uma forma de treinamento é muito comentada, especialmente em relação aos corredores de elite com melhor desempenho (pense em Eliud Kipchoge em particular), mas menos frequentemente utilizada. É também uma forma de treinamento que, independentemente das restrições impostas aos seus movimentos fora de casa, ainda estará disponível para você.

Você não precisa de nenhum equipamento, apenas um pequeno espaço onde possa se sentar ou deitar e ter a certeza de poucas distrações.

Se você ainda não adivinhou, estou falando sobre treinamento de habilidades mentais. Ou psicologia, mentalidade ou qualquer outro nome que você queira usar.

Para aqueles que pensam imediatamente "Hmm, você obviamente não tem crianças em casa vindas da escola se você está me pedindo para encontrar um lugar tranquilo em casa". Bem, isso é verdade. Somos eu, minha esposa e nosso Whippet Yego aqui no nosso quartel-general no Kenia. Mas eu diria que também não há hora melhor que agora para levar os jovens a trabalhar nisso também. "O trabalho em equipe faz o trabalho dos sonhos", como Myles, fundador de nosso parceiro de caridade, Gathimba Edwards, gosta de dizer.

Muitos de vocês provavelmente pensaram em treinamento de habilidades mentais ao longo dos anos. Alguns podem até se interessar por este treinamento, mas independentemente de onde esteja atualmente nessa área, a situação atual fornece a você a plataforma perfeita para levá-lo ao próximo nível.

Além disso, trazer o treinamento de habilidades mentais para sua vida fora do esporte é tremendo. Nesses tempos de incerteza, aumentar a capacidade de se concentrar, manter a calma e enfrentar as adversidades de forma controlada pode ser exatamente o que você precisa e talvez mais benéfico que os objetivos esportivos.

Lições aprendidas da maneira mais difícil:

Soube recentemente que meu pai comentou com minha esposa alguns anos atrás (em referência à minha própria carreira de corredor) que "Ele sempre teve o talento físico, mas simplesmente não o tem na cabeça" . Isso se refere a uma habilidade física bastante óbvia como corredor de longa distância, mas a uma tendência a ter um desempenho inferior no dia da prova, onde os nervos simplesmente me tirariam o melhor.

Em retrospectiva, posso ver que a observação estava correta. Desde a adolescência, arruinei muitas provas antes mesmo de começar. Eu era simplesmente incapaz de controlar meu estado emocional antes e durante uma prova e, portanto, quaisquer atributos físicos que eu tivesse eram incapazes de se manifestar.

No entanto, desejo de verdade que alguém tivesse me confrontado com esse fato muito antes de eu me dar conta disso, aos 30 e poucos anos. Acho que as pessoas ao meu redor pensavam que estavam me protegendo de insulto/ofensa, ou simplesmente não percebiam que essa é uma área da vida e do esporte que pode ser influenciada e controlada através do treinamento, assim como o lado físico.

O psicólogo do Seattle Seahawks, (e muitas outras equipes e indivíduos de alto desempenho em vários domínios) Dr. Michael Gervais diz: "Como seres humanos, há três coisas que podemos treinar: nosso corpo, nossas profissões e nossa mente". Como corredores, nosso ofício e nosso corpo estão meio entrelaçados, embora se possa argumentar que nosso ofício é a corrida e nosso corpo é o condicionamento e o treinamento auxiliar. Estes formam, com razão, a grande maioria do nosso tempo de treinamento.

Mas e quanto à terceira variável? Quantos estão treinando suas mentes atualmente?

Não vou me aprofundar na ciência ou na teoria aqui. Não estou qualificado para fazê-lo nem sinto que tenho compreensão suficiente sobre isso. O que tenho é uma experiência pessoal baseada em minha própria prática e minha própria pesquisa, e essa experiência pessoal me levou a acreditar que não há ninguém que não possa melhorar seu esporte ou sua vida cotidiana por meio de um trabalho focado em habilidades mentais.

Entre os benefícios que tenho visto, que se traduzem diretamente em uma corrida mais agradável e melhor: ansiedade reduzida ou capacidade de confrontar e controlar a ansiedade quando ela ocorre, autoconfiança aprimorada, redução de distrações e maior capacidade de concentrar-se na tarefa em questão, seja ela qual for. Sem mencionar um aumento perceptível na positividade e otimismo e redução da irritabilidade. O mais importante (porque sustenta todos os outros benefícios) é a capacidade de viver "aqui e agora". Passar mais tempo no momento presente, preocupar-se menos com o futuro e desejar menos ter feito algo diferente no passado. Passar menos tempo me preocupando com a forma como os outros podem avaliar minhas ações ou que opiniões eles podem ter de mim se eu fizer X, Y ou Z, e mais tempo focado na minha experiência atual.

O Dr. Gervais também nos lembra que "todo o alto desempenho ocorre no momento presente". Isso pode parecer óbvio, pois ninguém nunca quebrou o recorde mundial amanhã. Eles fizeram isso no momento em que fizeram, no presente. Mas, se você passa a maior parte do seu tempo no passado ou no futuro, tudo isso é tempo que você não pode estar no presente e, portanto, não pode estar apresentando um alto desempenho.

É verdade que nem todos estamos tentando atingir recordes pessoais o tempo todo. Mas se você for capaz de estender cada vez mais o presente, executando repetidamente todas as pequenas tarefas com excelência, isso levará a grandes resultados de prova.

Além do mais, grande parte das experiências "ruins" na vida das pessoas são, na verdade, preocupações com possíveis experiências ruins no futuro. O que vai acontecer no trabalho amanhã... ou, mais especificamente para a corrida: "Vou me sentir muito mal daqui a alguns quilômetros". Muitas vezes, sua experiência atual agora está boa! Não pense em como será o quilômetro 32 quando estiver no quilômetro 16! Fique no quilômetro 16!

A frase "Processo acima do resultado" tornou-se bastante popular nos últimos tempos. Tanto é assim que me pergunto se alguns dos corredores que a usam realmente acreditam ou apenas pensam que é a coisa mais importante a se dizer no momento. Se você já viu essa frase e/ou se gosta, mas quer saber como realmente implementá-la, isso é para você.

Focar no processo é exatamente do que estamos falando aqui. Treine-se para passar mais tempo no momento presente e você estará vivendo a frase "Processo acima do resultado" em sua vida diária.

Embora essa ideia se baseie na premissa de que a jornada é melhor que o destino, isso não significa necessariamente que você desconsidere o resultado por completo. Um aspecto um tanto irônico, focado no processo, é que, se você fizer isso, terá o melhor resultado possível de qualquer maneira.

Concentre-se no processo várias vezes, e mais uma, e mais uma, e o resultado pode ser exatamente o que você queria que fosse!

Estou resumindo uma disciplina enorme em um pequeno post, portanto, embora eu possa não ser cientificamente preciso, espero estar ao menos dando uma ideia de por que você pode considerar essa área de treinamento, se ainda não o fez.

Então, do que exatamente estou falando?

Mais uma vez, não estou qualificado para fornecer informações específicas ou precisas, mas por experiência pessoal, foi isso que me ajudou:

Meditação:

A meditação da atenção plena é a base de todas as habilidades mentais e compõe a maior parte do treinamento que realizo. Existem muitas formas e tipos de meditação e você provavelmente encontrará um estilo ou professor que combina com você. Eu uso predominantemente o treinamento da consciência através do trabalho respiratório.

Sugiro um aplicativo. Eu uso o 10% Happier e custa um pequeno valor por mês muito bem gasto.

Trabalho respiratório

Embora a percepção da respiração faça grande parte de muitas práticas de meditação da atenção plena, costumo fazer um trabalho adicional da respiração separadamente, depois de seguir uma meditação guiada no aplicativo. 10 respirações profundas e 10 respirações focadas. Aprendi essas práticas simples, porém poderosas, em um curso de treinamento chamado "Compete2Create", ministrado pelo Dr. Michael Gervais e pelo treinador Pete Carroll, do Seattle Seahawks.

10 respirações profundas treinam calma. 10 respirações focadas treinam o foco.

Há mais do que isso, isso está longe de ser o guia abrangente.

Pensamento concentrado

Depois de fazer o exposto acima, passarei alguns minutos no máximo simplesmente concentrando-me em uma coisa. Geralmente é uma flor ou uma planta que aparece no meu campo de visão quando abro os olhos.

Os três acima formam uma prática pequena e agradável de 15 a 20 minutos, que também pode ser muito bem condensada para uso logo antes de uma sessão de treinamento difícil ou de uma prova.

Rotina matinal de foco no presente

Esta é a primeira coisa que faço todas as manhãs sem falta e é novamente tirada diretamente do curso do dr. Gervais e do treinador Carroll.

Assim que você acorda, você faz a rotina a seguir, que leva cerca de 60 segundos:
  • 1 respiração profunda focada (direciona seu foco)

  • 1 pensamento de gratidão (qualquer coisa/qualquer pessoa de que você goste e que faz parte da sua vida)

  • Defina uma intenção para o dia (é assim que você quer ser, não o que você quer fazer). Coloque os pés firmes no chão e repita para si mesmo a seguinte frase: "A vida é onde estão os pés. A vida é o que está acontecendo agora."

Prática Diária de Gratidão

No final do dia, anote (ou apenas pense) três coisas pelas quais você é grato em sua vida. Simples, mas poderoso. Use pessoas que você ama, amigos e animais de estimação, até coisas aparentemente inócuas que você costuma dar como certas, mas que tornam a vida melhor. Água corrente limpa, por exemplo!

3 grandes coisas

Como acima, anote ou pense em três grandes coisas que aconteceram durante o dia, não importa quão pequenas sejam.

Este é o treinamento que Gervais e Carroll prescrevem para otimismo! Quanto mais você se lembrar de que coisas positivas já acontecem, mais você esperará resultados positivos no futuro.

Outra prática de treinamento de habilidades mentais comum entre os atletas é a visualização

Visualização

Provavelmente, isso precisa de uma explicação mais longa e estou nos primeiros dias tentando aprender e utilizar essa habilidade em qualquer caso. O treinador Hugo, nosso treinador nos campos do The Kenya Experience, é um grande proponente da visualização. Talvez, no futuro, possamos recorrer a ele para obter mais informações sobre isto.

É claro que há mais, mas as opções acima são as que eu pratico regularmente e que achei úteis.

Se você estiver interessado, explore por si mesmo...

Eu recomendo o podcast "Finding Mastery" com o Dr. Michael Gervais. Ele entrevista pessoas de alto desempenho em um amplo espectro de indústrias e atividades (incluindo atletas e treinadores) e investiga suas mentalidades e abordagens mentais para o alto desempenho. Dê uma olhada em alguns aplicativos de meditação. A maioria tem um período de teste gratuito. Não a descarte se você não gostar da primeira que escolher. Pode ser apenas o estilo do professor e o próximo pode ser melhor para você.

A parte difícil

Faça uma tentativa e veja como se sente.

A parte dura, pelo menos nos primeiros dias, é que é um pouco difícil medir objetivamente o progresso. Como você mede algo como humor e emoções?

Se você vai à academia e faz exercícios de bíceps, existem maneiras óbvias de medir o progresso. Com treinamento de habilidades mentais não é assim. Você não pode vê-lo, mas sentirá e é essa a medida que estamos procurando.

Comece com pouco, especialmente com meditação, não tente sentar por uma hora seguindo o inspirar e expirar. Tente reservar cinco minutos diariamente e veja como se sai.

Boa sorte e obrigado pela leitura,

Gavin
Traduzido do site TrainInKenya

Fonte: TraininKenya.com (traduzido por CoelhoDePrograma)

Leia mais sobre: mental

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho