Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Pesquisas afirmam: correr com música pode ser benéfico
Enviar por email Compartilhe no Twitter

segunda-feira, 28 de agosto de 2017 - 10:09
running with musicFala, galera! Bom, primeiramente, a pessoa da foto não sou eu. Mas convenhamos, é uma foto muito melhor que qualquer uma minha, né? mrgreen

Brincadeiras à parte, quem me acompanha aqui sabe que quando o assunto é corrida, eu não dispenso a música naqueles treinos em que não preciso ter tanta preocupação com ritmo.

Tanto que mensalmente crio posts com playlists daquilo que costumo ouvir quando corro. (Clique aqui para dar uma olhada nas playlists!)

Pois bem, o post que trago hoje para vocês, traduzido do excelente site Competitor.com, fala sobre pesquisas que tentam comprovar os benefícios dessa prática.

Claro que música na corrida, como tudo na vida tem um lado bom e um ruim, exceto um do LP do Molejão. Mas mesmo que você não seja adepto de ligar a música para desligar da vida, creio que ainda assim vale a pena dar uma lidinha. Então, vamos parar de enrolar e vamos lá? mrgreen
Jodi Snowdon não dá um passo sem os fones de ouvido. Os podcasts são sua companhia em parte do tempo todo, mas, na maioria das vezes, é uma batida musical constante que dá o tom para suas corridas. Isso acontece tanto em treinos quanto em provas.

"Na primeira corrida que fiz há cinco anos, não tive música e fiquei surpresa com o quanto eu gostei de toda a experiência. Então, meu irmão me deu um iPod, e nós brincamos que foi isso que me transformou em uma corredora", diz a corredora de 40 anos, de Ontário.

Snowdon está em boa companhia. Múltiplos estudos ligam os benefícios de combinar os dois. Um estudo de 2015 no Journal of Strength and Conditioning mostrou que a música pode melhorar o desempenho e acelerar a recuperação durante e após uma corrida de 5K. Outro da Psychology of Sports and Exercise descobriu que os corredores em uma corrida de alta intensidade podem se beneficiar da música como uma ferramenta motivacional. De acordo com o relatório da Running EUA em 2017, 55 por cento dos 7.000 corredores pesquisados escutaram música durante seus quilômetros.

Como Snowdon, Malinda Ann Hill, de 46 anos, de Wynnewood, Pa., também gosta de ouvir música. Ela achou isso particularmente útil em provas-alvo. "Quando eu estava indo para o meu BQ [Boston Marathon Qualifier], eu tinha uma lista de reprodução preparada para ajudar quando as coisas ficaram duras. Eu sintonizo as letras, e elas me motivam a trabalhar duro", diz ela.

Chris Lawhorn reconheceu a conexão entre corrida e música e lançou um negócio inteiro em torno dela uma década atrás, o site RunHundred.Com, que permite que os corredores naveguem por seu vasto banco de dados de músicas e criem listas de reprodução por classificadas por vários parâmetros. Com seu site com 50.000 assinantes, Lawhorn viu algumas tendências se desenvolverem. Em termos de batimentos por minuto (BPM), Lawhorn assina embaixo da teoria de que 180 é ideal se você deseja combinar os passos por minuto, mas o BPM não é o único fator.

"Homens e mulheres processam a música de forma diferente. As mulheres tendem a se concentrar nas melodias, enquanto os homens estão mais interessados nas letras", diz Chris, de 39 anos, morador de Fort Wayne, Ind. Ele diz que o hip-hop é mais popular entre os homens, enquanto as mulheres preferem um ritmo mais rápido e letras mais claras. O perfil demográfico predominante de assinantes do site é de mulheres ao redor dos 30 anos.

Como Lawhorn, Adrienne Perez é uma DJ do clube e também corredora. Conhecida como DJ Kinky Loops, ela projeta listas de reprodução para as populares e nacionais aulas de exercícios de Orangetheory Fitness, que contêm uma dose pesada de corrida na esteira.

"Costumo personalizar uma lista intensa e de alta energia antes de um grande impulso na aula e antes da velocidade total de corrida nas esteiras. Acho que as pessoas trabalham mais duro quando têm uma boa mistura de músicas. Eles podem cantar junto em suas cabeças ou se esquecer do desconforto", diz Perez, 30.

Embora funcione para muitos, música não é para todos os corredores. Alguns podem achar uma distração, certas corridas proíbem o uso de fone de ouvido e a segurança é um fator a se considerar, pois a música pode abafar ruídos próximos.

Lawhorn se pergunta se a música ficará na vanguarda com os corredores ou se os podcasts ganharão. "Historicamente, a música foi o único acompanhamento disponível. Mas em 10 anos, me pergunto se ainda estará no topo.", diz ele.

Mas Hill, que vem trazendo musica desde os dias do Walkman, não pode imaginar a corrida de outra maneira. "Há uma história para as músicas que escuto e as letras podem significar tanto para mim. A música pode servir como um consolo e um motivador para mim quando eu corro.", diz ela.
E então, gostaram? Espero que sim!

Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)

Leia mais sobre: corrida, música, playlist

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho