Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Os benefícios do intervalado para seu cérebro



terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 - 09:02
Treino intervalado - benefíciosAcabei de ler o livro Corpo ativo, mente desperta. Sensacional! Ao lê-lo, é fácil constatar que não precisa ser médico para entender os benefícios de se incluir uma rotina de exercícios na nossa vida.

Fica difícil escolher melhores parte do livro pra transcrever, mas eu escolhi parte do últio capítulo, onde o autor fala dos benefícios do treino intervalado. Pra quem não sabe, treino intervalado é aquele onde períodos de esforço forte são intercalados com períodos de descanso ou esforço leve. Há pequenas variações de treinador pra treinador, mas basicamente é isso.

Pra ficar mais claro: No meu caso, são 9 "tiros" de 1’30’’ com o coração na zona 5 de batimentos cardíacos (161 a 177 batidas por minuto) e "descansar" 2’ na zona 3 (125 a 141 batidas).

Bom, até esse último parágrafo a escrita foi minha, baseada em coisas que já li e que já conservei com meus companheiros de "barato de corredor". Daqui pra frente são transcrições do livro, escrito pelo Dr John J. Ratley, Neuropsiquiatra e professor de Harvard:

"Uma das principais diferenças entre os exercícios de intensidade moderada e alta é que, uma vez chegado a seu máximo, e especialmente quando entrar no limite anaeróbico (capacidade máxima de absorção de O² durante exercícios de resistência) as glândula pituitária em seu cérebro liberará o hormônio de crescimento humano (HGH) É o que os grupos do antienvelhecimento chamam de fonte de juventude."

"O HGH é o artesão mestre do corpo, queimando gordura abdominal, formando camadas de fibras musculares e aumentando ativamente o volume cerebral. Os pesquisadores acreditam que ele possa reverter a perda de volume cerebral à medida que se envelhece."

"Quando fazem treino de intervalo, os atletas, como os velocistas olímpicos e jogadores de futebol estão essencialmente estimulando seus níveis de HGH, dopando-se de modo natural [parêntese meu: Será que vem daí a expressão ‘barato do corredor’?]". O resultado é um acúmulo de fibras musculares de contração rápida, que acrescenta força a seus movimentos. O recrutamento de novas fibras musculares também aumenta o metabolismo geral, e seu corpo retém a capacidade aperfeiçoada de queimar gordura e carboidratos após o treino de intervalo."

"Normalmente, o HGH permanece na corrente sanguínea por apenas alguns, minutos, mas uma sessão de tiro de velocidade pode manter o nível elevado por até quatro horas."

"Por ir além do que você se imaginava capaz, forçando, estressando e permanecendo nessa dor por um minuto ou dois, você às vezes transcende a um estado de espírito elevado, no qual tem a sensação de poder vencer qualquer desafio. Se você já tiver experimentado o fenômeno do ‘barato do corredor’, ele provavelmente ocorreu em reação a um esforço quase máximo da sua parte. A sensação de euforia provavelmente se deva à mistura de níveis extremamente elevados de endorfinas, ANP, endocanabinoides e neurotransmissores bombeados pelo seu sistema de nessa intensidade. É o modo de o seu cérebro bloquear tudo o mais para que você possa suportar a dor e matar a ´presa’."


Aqui, outra nota minha. Claro que como não sou químico nem médico, não posso (nem quero) provar, mas fiquei curioso com esses endocanabinoides, porque o nome não me era estranho. Aí, fui googar e vi que a expressão ‘barato do corredor’ pode não ser mera figura de linguagem:

"Canabinoide é um termo genérico para descrever substâncias, naturais ou artificiais, que ativam os receptores canabinoides.
Medicamentos semelhantes: Cannabis, Tetraidrocanabinol, Sativex (Wikipedia)
"

"Cannabis
Droga
Cannabis, também conhecida por maconha, erva, além de outros nomes populares, refere-se a várias drogas psicoativas e medicamentos derivados de plantas do gênero Cannabis. (Wikipedia)
"

Será coincidência?

Dito isto, vamos voltar às transcrições:

"Um estudo desenvolvido pela universidade de Bath, na Inglaterra,
descobriu que o acréscimo de um único tiro de velocidade de trinta segundos – neste caso, enquanto se pedalava em uma bicicleta ergométrica – aumentava em seis vezes o HGH, que atingia seu pico duas horas após o tiro."

"Um estudo recente feito pelos neurologistas da Universidade de Münster, na Alemanha, relatou que o treino de intensidade melhora a aprendizagem. Durante uma sessão de corrida de quarenta minutos, os voluntários fizeram dois tiros de três minutos (separados por dois minutos numa intensidade mais baixa). Comparados aos voluntários que permaneceram em baixa intensidade, os velocistas tiveram aumento de BDNF significativamente mais altos, bem como de norepinefrina (https://www.google.com/search?q=norepinefrina). Como consequência, nos testes cognitivos feitos imediatamente após a corrida, os velocistas aprenderam palavras de vocabulário 20% mais rápido. Portanto, mesmo uma pequena dose de esforço para se chegar ao limite tem efeitos profundos sobre seu cérebro)."

"Durante as pesquisas para este livro, tomei conhecimento da magia do HGH (hormônio do crescimento) e de como tiros de velocidade podiam me levar aonde eu queria chegar. Comecei a incluir alguns tiros durante minhas corridas de esteira, duas vezes por semana , e vou lhes dizer: eles doem. Só de escrever a respeito eu me retraio, mas o esforço tem valido a pena. Depois de um mês nisso, eu perdi os últimos 4,5 quilos que vinha tentando perder havia anos - eles desapareceram da minha barriga."


Bom, era isso que eu tinha para trazer hoje. Vale a pena frisar que o livro foi todo baseado em estudos e pesquisas científicas e que nasceu de uma experiência com crianças de Naperville, cidade americana que se tornou referência acadêmica depois de incluir em sua grade horária um programa de condicionamento físico antes das aulas acadêmicas. Depois disso, verificou-se um aumento significativo no rendimento escolar das crianças que participaram do programa. Vale a pena a leitura!

Se você não gosta de corrida, meu amigo Rinaldi me informa que na natação (e provavelmente em qualquer atividade física!) também há os tiros!

That´s all, folks! :-)

Fonte: Coelho de Programa

Leia mais sobre: corrida, treino intervalado, tiros de corrida

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho