Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

O que te envenena?
Compartilhe no WhatsApp Enviar por email Compartilhe no Twitter

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 - 15:01
venenoFala, galera! Como foram de ano-novo? É eu sei, faz quase um mês, já, mas é porque esse ano ainda não tinha escrito!

Então, vamos tirar a poeira do site, reativando a área de blog do site, que andava um pouco esquecida!

Quando eu fazia terapia, mais especificamente no final, uma das coisas que eu mais falava era "não quero mais isso, isso me envenena".

Hoje, passado já algum tempo da minha "alta", é que eu percebi com clareza a importância dessa frase para mim.

Sempre vejo pessoas buscando a tal da felicidade focando as coisas positivas. Nada contra essa abordagem. Afinal de contas, tanto a busca quanto o método são de cada um, mas essa forma nunca deu funcionou para comigo. Por isso, resolvi fazer uma única resolução de ano-novo: concentrar-me nas coisas que me afetam de forma negativa. Decidi assim porque hoje entendo que a felicidade (positividade) é nada mais que a ausência de negatividade.

A perspectiva pode parecer meio esquisita para alguns e eu não os culpo. Nem poderia, pois como escrevi logo ali em cima, a busca e as percepções são sempre individuais, não há receita de bolo. Entretanto, essa forma de encarar as coisas me parece mais realista, porque se concentra em emoções e comportamentos mais fáceis de eu identificar.

Além disso, parece-me lógico que à medida que for identificando e eliminando as negatividades, serei mais feliz, ou, pelo menos, menos infeliz!

Não quero, com isso, afirmar que sou infeliz, pelo contrário! Embora não acredite em felicidade nem em infelicidade plenas, acredito que tenho, dentro do meu merecimento, uma vida excelente: Uma família a quem eu amo e que sei que me ama, um trabalho que eu adoro e que me dá e aos meus um sustento sem riqueza, mas com certo conforto, boa saúde.

O que me motivou a escrever esse texto é uma certa angústia com coisas que me deixam meio "pra baixo" (coisas como a política do Brasil, a cada dia mais abjeta, para ficar em apenas um exemplo) e a certeza de que, assim como fiz com o cigarro, o futebol e a rede globo, de que com um pouco de força de vontade, posso largar mais algumas drogas e ser mais feliz (ou menos infeliz, a gosto do freguês).

Bom, é isso. Que no ano-novo (tá, tá, já faz quase um mês, eu sei!, mas eu estava de férias!), consigamos eliminar o máximo de coisas que nos afetam negativamente!

Abraços, beijos e até a próxima!

Fonte: Coelho de Programa

Leia mais sobre: veneno

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho