Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

[X] Fechar

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Dinâmica da corrida: Por que é importante? Whats Email Mapa de imagens. Clique em cada uma das imagens

quarta-feira, 31 de agosto de 2016 - 13:04
Eu correndoFala, galera! Hoje resolvi escrever e não traduzir. Por conta dos treinos para a maratona, tinha algum tempo que não corria provas de 5km. E eis que de repente surge uma oportunidade de correr na Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, uma das provas mais legais daqui de Brasília, pelo grupo Corredores de Rua do DF. Como meu treinador tinha me pedido para eu fazer alguns treinos em ritmo de competição (que no meu caso de Coelho só no nome, não é muito diferente do de treino, hahahahaha), lá fui eu.

No começo fiquei meio apreensivo, porque devido a uma minioperação na boca (tratamento periodontal, nada grave), estava sem treinar corrida desde a terça e só tinha ido para a musculação, na quinta. Mas fui assim mesmo.

O resultado foi muito bom. Fiz meu melhor tempo nos 5k (22:28, para quem estiver muito curioso), o que me deixou, óbvio, muito feliz. Mas depois que fui analisar a corrida passo-a-passo, fiquei ainda mais feliz pelo fato da minha mecânica estar visivelmente melhor, o que significa, a grosso modo, correr mais rápido com menos chance de lesão.

O Garmin usa três variáveis para medir a eficiência da sua corrida. Clique no título de cada uma para ver uma pesquisa do Google sobre o assunto:

Cadência de corrida: Um conceito que preconiza que você deve dar mais passos por minuto, e mais curtos, para diminuir o impacto dos pés ao bater no solo. Embora eu seja meio contrário a generalizações numa coisa tão pessoal quanto o jeito de correr de cada um, uma marca a ser atingida é 180.

Oscilação vertical: nada mais é do que o quanto o seu quadril se movimenta verticalmente durante a corrida. Quanto menor for este número, mais eficiente será sua corrida. Dizer que o ideal é abaixo de 6,7 cm.

Tempo de contato com o solo: Autoexplicativo. Dizem que o ideal é que seu pé fique menos de 208 milissegundos em contato com o solo, o que, obviamente, reduzirá o impacto da corrida nos seus tendões e ligamentos.

Pois é, mas voltando à minha corrida no Revezamento Pão de Açúcar, o que me deixou mais feliz foi que a cor dos meus gráficos para estes três parâmetros foi muito boa para tempo de contato com o solo, boa para cadência de corrida e ainda com algo a melhorar no quesito oscilação vertical.

Clique na imagem para vê-la ampliada
Dinâmica de corrida

Tá, mas para que estou escrevendo isso? Para mostrar que além da velocidade quase igual à do Bolt, sou um primor de mecânica? Óbvio que não, tenho autocrítica, hahahahaha. Meu intuito é alertar os meus leitores sobre a importância de uma coisa chamada "Educativo de corrida". Como quem me lê já sabe, sou analista de sistemas e corredor para lá de amador, mas depois de quase 4 anos na moeção de canelas acho que posso afirmar isso categoricamente: Aquelas coisinhas chatas (desculpa, Ranon, escapou, foi sem querer, hahahahaha) que são os educativos é que vão fazer com que você corra mais rápido E com menos chance de lesões.

Segue a figura abaixo, retirada do site da Garmin, para mostrar o que são os valores de referência para cada parâmetro desses.

Dinâmica de corrida
Abraços, beijos e até a próxima!

Fonte: Coelho de Programa

Leia mais sobre: cadência, oscilação vertical, tempo de contato com o solo, educativo, postura

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho