Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

[X] Fechar

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

5 dicas de corrida de treinadores de ponta
Whats Email Mapa de imagens. Clique em cada uma das imagens

quinta-feira, 3 de outubro de 2019 - 08:04
running coachÉ fácil obter conselhos sobre a corrida. Seja como deve treinar, o que deve comer ou quais tênis usar, somos bombardeados com artigos, vídeos e postagens nas redes sociais por pessoas desejosas de compartilhar suas opiniões.

Embora a maioria dos conselhos seja bem-intencionada, é raro que um item se destaque e faça uma diferença significativa. Mas, de vez em quando, há uma sugestão ou instrução que chega e muda toda a sua visão sobre a corrida.

Perguntamos a vários treinadores de ponta que conselhos foram difíceis de aceitar, mas que mudaram para melhor a forma deles prescreverem treinos. Leia as respostas e sugestões de como aplicar essas verdades essenciais à sua corrida.

Greg McMillan - Técnico e Fundador da McMillan Running

Melhor conselho: Treine para que você possa, finalmente, fazer o treinamento necessário para o seu objetivo.

Não é surpresa que estar com o lendário técnico Arthur Lydiard leve a ótimos conselhos de treinador. Greg McMillan estava excursionando com Lydiard em sua última turnê nos Estados Unidos, quando Lydiard frisou a importância de se preparar adequadamente para a parte específica da prova de um ciclo de treinamento.

McMillan diz: "O objetivo era aumentar a qualidade do treinamento na fase específica da prova. Quanto mais preparado um atleta estiver para realizar o treinamento específico nas últimas semanas antes de uma grande prova, melhor ele a fará."

Saber que a fase final do treinamento é a mais importante é um conceito libertador para McMillan. "Treinadores e atletas costumam ter pressa. Eles querem estar o mais em forma possível agora", diz ele. Mas o treinamento pode ser mais gradual e feito com mais paciência quando a ênfase total é colocada apenas no treinamento específico da prova.

Isso permite que McMillan seja mais flexível ao lidar com a vida de um atleta na hora de montar uma programação de treinamento. Isso também permite a ele enfatizar a base de condicionamento essencial que o atleta precisa trabalhar no início do ciclo de treinamento, em vez de tentar fazer um treinamento específico de prova. Essa abordagem também traz benefícios mentais, de acordo com McMillan, que afirma que a mente tem problemas para se concentrar 100% em treinamento intenso por muito tempo.

A principal coisa a lembrar quando se trata de seu próprio treinamento, é que "tudo antes da fase específica da prova é preparação", diz McMillan. Portanto, é importante ser paciente, melhorar sua forma física ao longo do tempo e entrar em um treinamento mais intenso quando você estiver realmente pronto para isso.

Tim Broe - Treinador principal, Saucony Freedom Track Club

Melhor conselho: Não tenha medo de correr rápido nos treinos.

Como corredor profissional, Tim Broe foi treinado por Ron Warhurst, ex-treinador da Universidade de Michigan. Embora Broe se especializasse em corrida de obstáculos e 5.000 metros, os corredores de meia distância de Warhurst davam a entender que havia muito trabalho de velocidade durante o treinamento.

Broe diz que a velocidade sempre fez parte de seu treinamento o ano todo, inclusive os 200 m rápidos durante a temporada de cross country, que eles efetivamente usaram como treinamento "de base" de Broe para a temporada de verão.

Esse tipo de trabalho de velocidade não era algo que Broe havia feito antes de treinar com Warhurst, e a ênfase na velocidade permaneceu com Broe quando ele virou treinador. Broe diz que não apenas gosta de adicionar trabalho em alta velocidade à mistura ao longo do ciclo de treinamento, mas também gosta de incluí-lo durante treinos "moderados" de pista. Por exemplo, ele gosta de terminar o treino com dois a quatro 300 m rápidos no final dos treinos de ritmo durante a temporada competitiva.

Mesmo que você ouça frequentemente o conselho de não se esforçar muito durante um treino para evitar deixar a prova na pista, Broe diz que é vital que você inclua esse tipo de treino curto e veloz em seu treinamento. "Você não pode esperar correr rápido se não praticou, e é importante se acostumar a estar prestes a explodir quando atingir a marca dos 100 metros para o final", diz Broe.

Amy Begley - Treinadora principal, Atlanta Track Club

Melhor conselho: Dê a si mesmo 18 meses para fazer melhorias em um novo relacionamento de coaching.

Trabalhando com corredores pós-faculdade da equipe Elite Track Club Elite de Atlanta, Amy Begley conhece os desafios que surgem ao treinar alguém que está mudando de um treinador da faculdade com quem treinou por vários anos. "Leva tempo para eles aprenderem o programa e para você aprender sobre eles como atletas", diz Begley.

Para ajudar nessa transição, Begley diz que tem em mente um conselho que John McDonnell deu ao marido quando ele estava correndo no Arkansas. McDonnell dizia a todos os seus atletas que levaria 18 meses para verem melhorias em um relacionamento com um novo treinador.

Saber que os atletas não estão esperando sucesso imediato com um novo programa diminui a pressão nos treinadores e nos atletas. Begley diz: "Como treinadores, podemos nos ater ao nosso programa e deixá-lo com tempo para trabalhar enquanto criamos confiança com os atletas".

Ter essa paciência é fundamental para corredores de todas as habilidades, diz Begley. Mesmo se você for autodidata, precisará da mesma paciência ao começar a seguir um novo plano ou filosofia de treinamento.

Andrew Kastor - Treinador principal, Mammoth Track Club

Melhor conselho: Com foco!

Andrew Kastor já era um treinador estabelecido e experiente em 2008, mas foi lá quando ele disse que recebeu seu melhor conselho de treinador. Como sua esposa, Deena Kastor, estava com o pé quebrado, ele viajou com ela para se encontrar com o lendário técnico de corrida Dan Pfaff para garantir que sua mecânica de passada estivesse correta quando ela começasse a voltar a correr.

Kastor conta que depois de mostrar a Deena os exercícios que ele queria que ela fizesse, Pfaff os deixou para trabalhar com outro grupo de atletas na pista. Kastor diz que ele e Deena começaram a conversar sobre diferentes tópicos e perder o foco nos exercícios, quando do outro lado da pista ouviram Pfaff gritar: "Deena! Com foco!"

Essa breve instrução "pisou num calo" de Kastor e ficou com ele desde então. "Digo o tempo todo aos meus atletas que os exercícios precisam ser feitos com foco", diz Kastor. Educativos e treinos requerem foco para garantir que estejam sendo executados adequadamente, e a atenção mental ajuda a conectar as ações no cérebro para melhorar os padrões de movimento. "Com foco" é um lembrete que Kastor acha que seus corredores frequentemente precisam quando se aquecem para treinos, mesmo como profissionais.

O conselho "com foco" também se relaciona com o lado mental do exercício real. O esforço físico intenso também exige foco e é importante evitar coisas como verificar seu telefone celular entre as repetições e outras distrações externas quando você deveria estar trabalhando para tirar o máximo proveito do treino.

No geral, ele diz que "com foco" é um lembrete para ele se concentrar no que está fazendo com seu treinamento, por que e que, se vale a pena, vale a pena fazer com foco.

Ben Rosario - treinador de elite do norte do Arizona

Melhor conselho: Se tudo o que fizéssemos fosse o tempo-run, o treinamento estaria feito também.

Embora Ben Rosario treine atletas de elite da equipe Elite do Arizona do Norte, ele acredita que muitas vezes você não precisa de um notebook cheio de exercícios complicados.

Essa crença foi reforçada para ele enquanto ouvia uma palestra em uma clínica de treinamento de Bob Larsen. Larsen enfatizou o fato de que não havia treino melhor do que um tempo-run. O conselho de Larsen estava alinhado com sua própria experiência pessoal trabalhando com atletas. "Obter a confirmação de um dos treinadores mais bem-sucedidos de todos os tempos do nosso esporte é sempre bom", diz Rosario.

"Se eu tiver alguma dúvida sobre o que fazer em um determinado treino, provavelmente vou fazer algum tipo de tempo-run ou um treino nessa zona de limiar de lactato", diz Rosario. É aí que você obtém o melhor retorno possível no treinamento, seja você um corredor de elite ou recreativo.

É importante lembrar que o treinamento não precisa ser complicado. "Na dúvida, faça um tempo-run!", diz Rosario.
Traduzido do site PodiumRunner.com

Fonte: PodiumRunner.com (traduzido por CoelhoDePrograma)

Leia mais sobre: treino, coach

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho