Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Dar um tempo no seu Garmin pode ser bom pra você. Saiba o porquê



segunda-feira, 6 de março de 2017 - 13:13
garminFala, galera! Essa semana tive um treino de tiro onde fiquei meio insatisfeito com meu controle de ritmo, que ainda tá muito ruim...

O treino era pra ser 20 tiros de 300m em um ritmo não muito forte e o último, de 1k, esse, sim, em ritmo forte. Aconteceu que tinha tiro beirando os 4:10, o que pra mim é muito forte. Resultado: Na hora de botar pra moer no 1km final, até foi bom, mas achei que dava pra ir melhor...

Meu treinador, Ranon Tenório, sempre pede para que corramos mais pela percepção de esforço e menos pelo relógio. Quando eu já pensava em desobedecer ao que ele sempre pede e voltar a controlar o pace de cada um doas tiros pelo Garmin, eis que surge essa matéria da Womens Running, falando justamente sobre vantagens de abandonar o relógio em alguns treinos.

Antes do texto, minha opinião: Ainda acho que controlar o ritmo é uma boa, mas não só pelo relógio e nem em todos os treinos!

Sem mais enrolação, vamos à tradução? Lá no final, volto pra mais uma palhinha...
A melhor parte de não ter uma corrida no meu calendário este ano é a liberdade que isso traz para as minhas corridas. Vou correr sempre que quiser, por quanto tempo quiser, sem controlar distância ou ritmo. Não há pressão para atingir uma quilometragem total semanal e eu não fico desiludida se não atingir um ritmo alvo.

A melhor parte destas corridas? Parei de usar meu Garmin. Não sei as parciais de quilômetros ou o ritmo médio de minhas corridas e, francamente, não me importo! Correr sem meu Garmin faz a atividade de voltar a ser apenas pôr um pé na frente do outro. Não fico me julgando por correr devagar e nem me elogiando por correr rápido. Só estou correndo pela corrida em si. E eu estou amando cada minuto.

Aqui vai porque eu penso que cada corredor deve considerar deixar seu GPS em casa de vez em quando:

1. Dar um tempo na tecnologia de qualquer tipo é sempre uma ideia boa. Deixar seu GPS em casa é uma maneira simples de trazer as coisas de volta e correr simplesmente por causa da corrida.

2. Se você não está usando um relógio, você não pode se julgar. Somos os nossos piores críticos. Se você não pode ver o seu ritmo durante a corrida, você não pode julgar-se baseado nos números do relógio.

3. Um tempo da estruturação de um treino. Nossas vidas estão tão ocupadas e planejadas que mal temos tempo para aventuras espontâneas. Corra sem o seu relógio e sem um plano em mente. Corra o mais rápido que você sentir vontade de correr e quando estiver cansado, pare! Quebrar a estrutura de treino pode ser libertador!
Voltando aos meus comentários: Estou tentando fazer o proposto aqui. Às vezes é frustrante, mas no final da preparação pra minha primeira maratona, o Ranon me pediu isso e eu gostei tanto que decidi fazer a maioria dos treinos dessa forma.

Outros motivos pelos quais voltei a ficar com vontade de treinar como titio Ranon pede:

- Acho que controlar o ritmo pelo Garmin é muito chato

- Além de ser muito chato, te deixa um pouco dependente do relógio

- Te limita. Você sente que pode dar mais e não faz por causa do relógio.

É meio frustrante quando dá errado, como deu lá em cima, mas o resultado compensa. Quem leu meu relato (clica aí no link ali em cima!) pode ver isso claramente.

Bom, era isso que eu tinha pra trazer hoje!

Abraços e beijos a todos! mrgreen

Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)

Leia mais sobre: garmin, gps, ritmo, intervalado

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho