Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Corrida e meditação: tudo a ver!
Compartilhe no WhatsApp Enviar por email Compartilhe no Twitter

quinta-feira, 14 de setembro de 2017 - 14:30
mindfullness runningFala, galera!

Não me lembro onde li sobre as semelhanças entre corrida e meditação, mas lembro que a matéria falava sobre como o corredor, naquele longão naquela paisagem maneira, consegue atingir um estado meditativo muito parecido com o atingido na meditação.

Apesar de consegui atingir esse estado meditativo com a corrida, decidi incluir também a meditação no meu dia-a-dia, embora para mim ainda seja complicadíssimo ficar naquele estado de atenção plena (ou mindfullness, como diriam os americanos)

Agora, aparece essa reportagem do excelente site Motivrunning.com, falando exatamente dessa relação. Vamos dar aquela lidinha básica? mrgreen
"Fiquei entusiasmada ao descobrir que fazer pequenas mudanças na forma como presto atenção à minha postura ou à respiração ou ao propósito de um treino torna a corrida não só muito mais valiosa quanto mais rápida e produtiva"

Isso foi o que Deena Kastor, medalhista de bronze olímpica de 2004 e recordista americana da maratona e meia maratona, recentemente compartilhou comigo em uma conversa sobre a atenção plena. Ao fazer pesquisas para o meu próximo livro, Mindful Running, encontrei dezenas de corredores que se sentem da mesma forma sobre agregar a atenção plena às suas corridas diárias.

Mindfulness tem sido uma palavra de grande destaque na cultura popular atual, mas o que é isso? Contrariamente à crença popular, a atenção plena não é sinônimo de cantar, levitação e cura pelos cristais, embora esteja ligada a crenças budistas e a muitas outras religiões. Simplesmente envolve sintonizar o presente e tornar-se consciente do seu corpo, mente e ambiente ao seu redor. Trata-se de operar com maior intenção à medida que a vida se desenrola na sua frente. Quando você corre com atenção plena, você muda a maneira como se relaciona com coisas como desconforto físico durante um treino ou a decepção de uma corrida ruim. Você também se torna mais capaz de reconhecer quando seu corpo está te pedindo para diminuir - ou vice-versa, quando você pode lidar bem com o aumento do ritmo e ir mais forte.

Aqui estão seis dicas sobre como adicionar a atenção plena à sua rotina de treinamento para melhores desempenhos e corrida mais feliz.

1. Reorganize a corrida em sua mente

Muitos corredores pensam na corrida como um momento importante para fazer um brainstorming ou resolver desafios, e certamente pode ser, mas inevitavelmente transforma sua corrida em um exercício de multitarefa. Não é surpresa que tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo provoca estresse. Na verdade, exames cerebrais mostraram que as multitarefas tendem a ter uma menor densidade de matéria cinzenta no córtex cingulado anterior, área do cérebro ligada à depressão e à ansiedade.

Correr em um estado mais consciente simplesmente exige que você foque na sua corrida momento a momento. "Definir um estado mental intencionalmente consciente quando você sair para correr pode transformar a experiência. E embora eu ainda pense em correr como um excelente momento para fazer um brainstorming - algumas das minhas melhores idéias vêm durante a corrida - é igualmente importante delegar um tempo 'sagrado' para se focar no momento presente", diz Ashley Hunter Arnold, vencedora do 2013 Leadville Trail 100 e instrutora de ioga que ensina os corredores sobre a atenção plena.

2. Faça uma varredura corporal

A varredura corporal é uma técnica comum utilizada na meditação tradicional, mas que também pode ser utilizada na corrida. Na verdade, não só pode ajudá-lo a sintonizar o momento, mas também alertá-lo para ineficiências no seu passo ou lesões iminentes que podem indicar que você precisa ajustar seu treino do dia.

"Os primeiros 10 minutos ou mais de uma corrida são um momento ideal para fazer uma autoanálise corporal. Procure áreas de tensão e esteja ciente de sua postura e jeito de correr e quaisquer ajustes que você pode fazer para relaxar, liberar tensão e se mover de forma mais eficiente e suave.", diz Elinor Fish, uma corredora que se descreve como autoconsciente e fundadora da Run Wild Retreats + Wellness.

3. Tente fazer uma meditação sentada curta antes da sua corrida

Tirar alguns minutos para fazer uma meditação sentada rápida antes de uma corrida pode ser tudo o que você precisa para se colocar em um estado mental mais consciente. De fato, pesquisadores da Rutgers University colocaram isso à prova, descobrindo que 20 minutos de meditação sentada e 10 minutos de meditação caminhando, seguidos de 30 minutos de exercícios aeróbicos (apelidado de "treinamento MAP") podem oferecer um grande ganho psicológico.

Mesmo que você não esteja necessitando de uma melhora no humor, uma meditação rápida de atenção plena antes de uma corrida pode ter efeitos positivos para o desempenho físico também. "Eu me internalizo antes de me exercitar e, como resultado, definitivamente fico mais consciente do que meu cérebro e meu corpo estão sentindo enquanto meu coração está batendo. Eu também acho que esse estado mental provavelmente me faz ir uns quilômetros mais longe quando eu começar a sentir que quero desistir", diz o corredor ávido e neurocientista Tracey Shors, Ph.D., um dos pesquisadores de Rutgers e fundador do maptrainmybrain.com.

4. Escolha uma "âncora"

Uma "âncora" é algo que ajuda a trazer a atenção para o momento presente quando sua mente começa a divagar. Aproveitar a atenção plena não é tentar se forçar a concentrar-se na sua âncora, mas sim suavemente trazer sua consciência de volta a essa coisa toda vez que começa a planejar, fazer brainstorming ou se preocupar com o passado ou o futuro.

Apesar de muitos corredores que usam a atenção plena escolherem o seu pé ou a respiração como uma âncora, encontre o que funciona melhor para você. "Minha âncora é o som dos pássaros. Eu sintonizo esse som e, a partir daí, posso focar na luz e nas sombras ao meu redor e depois minha respiração, o som dos meus pés, a sensação do ar, a expansibilidade de cada movimento misturando-se ao próximo.", diz Arnold.

5. Tenha "momentos conscientes" ao longo do dia

Mindfulness não é algo que você simplesmente aplica a uma atividade ou aspecto de sua vida. Fazendo check-ins breves ao longo do dia - reconhecendo se você está envolvido com o que está diretamente na sua frente ou você está criando listas e planos de tarefas intermináveis ​​ou se preocupando com o passado e o futuro - você continua o treinamento do cérebro que está estabelecido através da corrida meditativa.

Mindfulness ajuda a revelar o funcionamento interno de sua mente - as coisas com as quais você costuma se preocupar ou os cenários que você constantemente ensaia. "Ao longo do caminho, seu cérebro aprende como estar consciente de seus próprios pensamentos. Com a prática, esses processos de aprendizagem tornam-se hábitos. Assim como você deve se concentrar quando você aprende a dirigir, mas, depois de um tempo, você não precisa pensar muito.", explica Shors.

6. Expresse gratidão

Você teria dificuldade em entrar em uma discussão sobre a atenção plena que não envolva o assunto gratidão. Mindfulness te dá dicas de coisas pelas quais você deveria ser grato. Como a pesquisa sugere, identificar essas coisas com facilidade pode ajudá-lo a superar um estado mental negativo.

"Concentre-se em algo pelo que você pode ser verdadeiramente grato, mesmo que seja algo pequeno, como uma sombra em uma trilha ensolarada ou um sorriso de um voluntário numa estação de apoio durante uma corrida. A gratidão é uma prática e, assim como a corrida é uma prática, você melhora nisso, conforme pratica mais.", aconselha Fish.
E então, curtiram? Como diria minha amada esposa, namastê, beijos e até a próxima! mrgreen

Fonte: Motivrunning.com (tradução)

Leia mais sobre: mindfullness, corrida, atenção plena

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho