Parceiros
[X] Fechar

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Correr não ajuda na perda de peso. Saiba o porquê.
Compartilhe! Telegram Whats Email Mapa de imagens. Clique em cada uma das imagens

segunda-feira, 22 de novembro de 2021 - 11:30
scaleEscrito por Brittany Hambleton. Traduzido do site RunningMagazine.ca
As pessoas optam por começar a correr por vários motivos, mas a perda de peso é indiscutivelmente um dos mais comuns. Uma vez que muitas pessoas associam o corpo de um corredor típico ao dos corredores de elite que veem cruzando a pista nas Olimpíadas, seria lógico que passassem a correr para tentar perder peso. Mas correr é realmente o bilhete mágico para isso? Como um cientista descobriu, não é. Entretanto, isso certamente não significa que não devamos correr. Aqui na Canadian Running, encorajamos nossos leitores a correr não para perder peso, mas para serem mais felizes e saudáveis, e agora temos alguma ciência para nos apoiar.

Por que correr não o ajuda a perder peso?

Apesar de milhões de pessoas baixarem o programa "Do sofá aos 5 km", o Strava e outros aplicativos de fitness, isso não resultou em nenhuma perda significativa de peso. Isso parece contrário ao que sempre nos ensinaram, que se você gastar mais calorias do que ingerir, o número na balança diminui. Já que correr é um grande queimador de calorias, deveria ser uma maneira infalível de perder peso. Então por que não é?

Herman Pontzer, professor da Duke University na Carolina do Norte, decidiu investigar. Na última década, ele passou uma parte do tempo com os Hadza, um povo caçador-coletor no norte da Tanzânia, que caminha cerca de 14 km por dia e faz muito mais atividade física do que o ocidental médio. Ele queria descobrir quanta energia essas pessoas realmente gastam em um determinado dia, e fez isso fornecendo-lhes água potável com isótopos de hidrogênio e oxigênio adicionados. Ao medir as diferentes taxas em que foram excretados na urina, ele e sua equipe puderam calcular a quantidade de dióxido de carbono que produziram e usar isso para determinar quanta energia gastaram.

O resultado? Apesar de seu alto nível de atividade física, o povo Hadza gasta praticamente o mesmo nível de energia que nós, em relação ao peso corporal. Isso sugere que as pessoas fisicamente ativas não gastam mais energia do que as sedentárias e vai contra tudo o que a indústria do bem-estar e da dieta alimentar nos vem dizendo há décadas. Como assim?


Em seu livro Burn, com lançamento previsto para mês que vem, Pontzer explica que a maior parte da energia que seu corpo usa (cerca de 60 por cento) vai para a taxa metabólica basal, que alimenta as células dos músculos, órgãos e principalmente do cérebro, para que possam funcionar corretamente. A taxa metabólica basal também mantém o sistema imunológico funcionando e permite que o corpo produza os hormônios necessários e gere calor. Pontzer explica que o hipotálamo, que é a área do cérebro que ajuda a regular o metabolismo, tem uma meta de gasto de energia. Se você for além dessa quantidade, ou seja, se você gasta mais energia correndo, o hipotálamo irá diminuir a regulação do seu metabolismo para reduzir a quantidade de energia que usa para todo o resto.

Ele usa muitos métodos para fazer isso, incluindo suprimir a resposta à inflamação do sistema imunológico, diminuir a resposta do corpo ao estresse e reduzir a produção de hormônios sexuais. é por isso que correr ajuda a reduzir a inflamação e alivia o estresse, que, é claro, são apenas duas razões pelas quais correr é tão bom para você. A propósito, é também por isso que os homens Hadza, assim como muitos homens atletas de resistência de elite, têm níveis muito mais baixos de testosterona em comparação com homens menos ativos.

Tudo isso para dizer que seu metabolismo é extremamente bom em evitar que você perca peso, porque quer economizar energia no banco para um dia chuvoso. é também por isso que o simples corte de calorias não resulta em perda de peso a longo prazo, porque seu metabolismo vai reagir da mesma forma que faz com os exercícios. Então, isso significa que você deve esquecer aquele programa de aprender a correr e jogar seus tênis no lixo? Absolutamente não. Como dissemos, correr tem muitos benefícios, incluindo melhorar a saúde do coração, reduzir a pressão arterial, fortalecer os músculos e ossos e melhorar a saúde mental.

Lembre-se de que ser magro não significa necessariamente que você é saudável, e não ser magro não significa que você não tem saúde, e é por isso que a perda de peso não é um bom motivo para iniciar um programa de corrida. Em vez disso, encorajamos você a correr por todas as outras coisas que ela pode fazer por você e a valorizar o que seu corpo pode realizar nas ruas, trilhas e pistas, independentemente de seu tamanho. Como diz Pontzer, fomos projetados para correr e embora isso não o torne menor, fará com que você viva mais, com mais saúde e mais feliz.

Fonte: RunningMagazine.ca

Leia mais sobre: peso

Copyright - Marcelo Coelho