Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Benefícios do período de descanso para corredores



quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019 - 11:39
runner restQuando se trata de terminar uma maratona e dos dias e semanas que se seguem, a maioria das pessoas se enquadra em um dos dois grupos: há o grupo que quer usar o período de folga para um descanso, dá as boas-vindas ao sono extra e graças a Deus por não ter que correr nem um pouquinho. E há o grupo que quer prolongar o "barato" da corrida e voltar logo para correr mais.

Seja porque foram bem na prova e querem manter essa energia ou porque foram mal e não querem desistir, a verdade é que correr logo depois de completar uma maratona não é a resposta ideal. Para ninguém. De fato, todos nós faríamos bem em ter um pouco da perspectiva do grupo "bem-vindo ao sono extra" e fazer exatamente isso: ter um período de descanso.

Uma maratona é incrivelmente desgastante para o corpo. Causa vários micro traumas nos músculos. Há desidratação e depleção de glicogênio, o que afeta outros sistemas do seu corpo, especialmente num esforço mantido por um período prolongado de tempo, e após os meses de quilometragem que antecederam a prova, o corpo precisa de um descanso muito merecido. E como muitos atletas e treinadores dirão, é descanso tanto mental quanto físico.

Muitos treinadores, maratonistas de elite e assessorias de corrida recomendam um período de descanso de duas semanas após a maratona. Este período engloba pouca ou nenhuma corrida e, em seguida, nas duas semanas seguintes, corridas com baixa quilometragem e esforço reduzido, sem treinos. Mas para muitas pessoas, o período de baixa quilometragem precisa durar mais do que apenas o mês imediatamente após a corrida.


Quer você chame de descanso, entressafra ou apenas o período em que você terminou de treinar para uma prova e não começou a treinar para a próxima, há muitos benefícios em dar a este tempo a dedicação e o comprometimento que ele merece, e não simplesmente apressar-se para treinar para sua próxima prova ou parar de correr completamente.

Você pode pensar nisso como um período de "reset". Tipicamente ocorrendo depois de uma prova e quando você está saindo da sua fase de descanso pós-maratona, o período de entressafra é uma oportunidade para você se concentrar em algumas áreas de sua corrida que precisam de atenção extra. Também lhe dá tempo para consolidar o trabalho duro da temporada anterior antes de começar a nova temporada.

A corrida de longa distância tem o brilhante efeito de permitir melhorias ano após ano, devido ao fato de que a cada ano acumulamos mais quilômetros em nossas pernas e submetemos o corpo a distâncias maiores e exercícios mais avançados. No final de cada temporada, quando esses quilômetros tiverem sido completados e a nova camada de experiência tiver sido adicionada, é hora de começar a próxima temporada construindo uma base sólida sobre esses quilômetros recém-acumulados para que você possa vir forte em seu próximo ciclo de provas.

Por exemplo, com muitos corredores tendo recentemente completado ou que planejam completar uma maratona de outono, depois desse período inicial de descanso, redimensionar as coisas para estabelecer uma base para o início do treinamento de primavera é uma configuração ideal do período de entressafra bem-sucedido à frente. Isso é especialmente verdadeiro se você tiver metas específicas que exigem uma série de meses dedicados de treinamento, acumulando quilometragem e aumentando a intensidade. Durante este período de entressafra, os corredores podem se concentrar em várias coisas, muitas das quais ficam em segundo plano durante o treinamento típico:

  • Áreas específicas de fraqueza na corrida que não recebem atenção ideal durante os períodos tradicionais de treinamento de maratona. Por exemplo, focar em corridas em aclive ou descidas. Praticar acelerações para uma alternância mais rápida das pernas. Trabalhar no seu sprint final.

  • Usar treinamento direcionado a outros esportes ou atividades de reabilitação para se concentrar em áreas específicas de fraqueza no corpo, como os flexores do quadril, glúteos, estabilidade do core ou do tornozelo.

  • Uma pausa mental de estar constantemente preocupado com o progresso e, em vez disso, concentrar-se em correr por diversão.

  • Mais tempo disponível para investir em recuperação adequada, incluindo liberação miofascial, massagem ou consultas de quiropraxia ou terapia de reabilitação.

  • Praticar treinamento mental e trabalhar em melhorar sua mentalidade para a corrida. Isto é especialmente relevante se na temporada anterior seu corpo foi fisicamente capaz, mas você não atingiu seus objetivos devido a obstáculos mentais.

  • Assimilar as lições aprendidas, avaliar o progresso relativo aos objetivos da temporada anterior e estabelecer metas para a próxima temporada.
Embora muitos corredores possam inicialmente negar a necessidade de um período de descanso, e mais ainda a necessidade de duas semanas de folga após uma prova, isso, de muitas maneiras, é a raiz e a base de uma futura temporada de sucesso. Abraçar as oportunidades que ele traz e seu potencial de ser uma força motriz para a quilometragem futura e para o sucesso da corrida é um passo que nem os atletas de elite deixam de dar.
Traduzido do site Competitor.com

Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)

Leia mais sobre: maratona, corrida, descanso

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho